Repórter da radio caçula surta e sobe no telhado de casas em Três Lagoas

Foto: Internet - Conforme o Boletim de Ocorrência, Marcos Campos apresentava um quadro de surto psicótico ocasionado por efeito de bebida alcoólica ou uso de entorpecente, cujos sintomas de alucinação em vislumbrar uma suposta perseguição de pessoas armadas tentando contra sua vida, a qual lhe obrigou a sair correndo pelos quintais de várias residências, subindo em telhados danificando cercas elétricas, causando danos aos proprietários.

Na madrugada de quinta-feira (5), inúmeras ligações ao telefone de emergência 190 do Copom da PM/MS, dando conta que um homem estaria pulando muros e se refugiado no telhado de uma residência na esquina das ruas Yamagut kankit e Maria Guilhermina Esteves no bairro carioca, em Três Lagoas (MS), Gritando por socorro. De imediato uma equipe de policiais militares se deslocou ao local dos fatos e constatou uma  grande aglomeração de pessoas despertadas pela gritaria que o sujeito fazia, implorando por socorro. Os militares após saber que se tratava do repórter da radio caçula FM, Marcos Antônio de Souza Campos (38 anos), iniciou diálogo com o mesmo, que insistia está sendo prosseguido por dois homens armados que pretendiam mata-lo. Após muita insistência da Polícia e com a chegada da genitora do rapaz, Marcos foi retirado do telhado, apresentando escoriações nas pernas, um corte na canela esquerda, escoriações em ambos os braços e uma intensa hemorragia no braço direito na região do cotovelo, e foi encaminhado a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade. Conforme o Boletim de Ocorrência, Marcos Campos apresentava um quadro de surto psicótico ocasionado por efeito de bebida alcoólica ou uso de entorpecente, cujos sintomas de alucinação em vislumbrar uma suposta perseguição de pessoas armadas tentando contra sua vida, a qual lhe obrigou a sair correndo pelos quintais de várias residências, subindo em telhados danificando cercas elétricas, causando danos aos proprietários.  O repórter da caçula fm, após se recuperar deverá se apresentar em uma delegacia para esclarecer os fatos e possivelmente arcar com os prejuízos. Da redação com informações do boletim de ocorrência 3111/2017

No Banner to display

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*