Nobel da Paz é atribuído a Campanha contra Armas Nucleares

O prêmio Nobel da Paz foi concedido, na manhã desta sexta-feira (6), para Campanha contra Armas Nucleares (ICAN, na sigla em inglês). Presidente do Comitê Norueguês do Nobel, Berit Reiss-Andersen justificou que o trabalho do grupo foi reconhecido por "chamar a atenção para as consequências humanitárias catastróficas do uso de amas nucleares".
Reiss-Andersen também pontuou o esforço pioneiro pela proibição de tais armas. O Nobel de Literatura foi concedido nesta quinta-feira (5) a Kazuo Ishiguro. A Organização do Nobel da Paz já conferiu 97 prêmios desde 1901. Personalidades como Martin Luther King Junior, Malala Yousafzai, Madre Teresa, Elie Wiesel, Nelson Mandela e Rigoberta Menchu estão entre os 130 laureados. O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, foi premiado em 2016.   Ninguém tem ideia de quem receberá o título até que o anúncio seja feito - já que não há lista de indicados. Sempre há, no entanto, favoritos. O Peace Research Institute de Oslo, que não tem ligação com a honraria, apostava em nomes como The White Helmets (Defesa Civil da Síria), Papa Fracisco, o jornalista turco Can Dündar, o Alto Comissariado das Nações Unidas pra Refugiados, entre outros. Além dos Nobel da Paz e de Literatura, o inventor da dinamite, o sueco Alfred Nobel, criou também honrarias para Física, Química, Fisiologia e Medicina.

No Banner to display

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*