Advogado que atacou com caneta diz à polícia que agiu em legítima defesa

Ele é suspeito de matar cliente com golpe de caneta em Jales (SP). Tudo aconteceu durante uma discussão no escritório de advocacia.

Fonte:G1
João Antônio Padula foi vereador em São Francisco entre 2001 e 2004 (Foto: Reprodução)

João Antônio Padula foi vereador em São Francisco entre 2001 e 2004 (Foto: Reprodução)

O advogado preso suspeito de ter matado com um golpe de caneta um cliente nesta quinta-feira (9) em Jales (SP) disse em depoimento para a polícia que agiu em legítima defesa. Segundo o suspeito, a agressão teria começado depois de uma discussão. “Ele informou que teve discussão, luta corporal, e a vítima teria dado um golpe no autor, uma gravata. O autor tentou se livrar e aí pegou uma caneta e deu um golpe no pescoço da vítima”, afirma o delegado Odair Sanga. O advogado de 32 anos foi preso em flagrante no escritório dele, no centro de Jales. A defesa não quis falar com a imprensa, mas informou que vai entrar com pedido de liberdade provisória. Segundo o delegado, o advogado mesmo chamou a polícia e confessou ter matado o comerciante João Antônio Padula, com uma caneta. “Ele pegou uma caneta simples e deu um golpe, que atingiu o pescoço. Segundo o autor, ele acabou usando muita força e a caneta acabou enfincada no pescoço da vítima”, diz o delegado. Padula, 53 anos, foi vereador em São Francisco(SP), cidade próxima a Jales, de 2001 a 2004. O advogado disse à polícia que recebeu o cliente no escritório, para uma reunião e os dois acabaram discutindo. O motivo teria sido o andamento de processos envolvendo Padula. O advogado disse ainda que foi agredido e que, para se defender, usou a caneta, que perfurou o pescoço da vítima. Segundo a polícia, a vítima ainda foi agredida com marteladas na cabeça. “Mesmo ferido no pescoço e sangrando, a vítima continuou em luta corporal e, o autor pegou um martelo, e segundo ele, em legítima defesa, atingiu a cabeça da vítima”, afirma o delegado. O advogado vai responder por homicídio simples.
Caneta e martelo usado no crime em Jales (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Caneta e martelo usado no crime em Jales (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

No Banner to display

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*