Empresário diz ser herdeiro de R$ 9 tri e dá golpe em 25 mil pessoas

 O suspeito, que foi preso, dizia que o valor estaria bloqueado em bancos no exterior e o dinheiro só seria liberado quando ele e o avô fizessem uma doação de 40% da fortuna aos brasileiros
Vinte e cinco mil pessoas foram lesadas por um empresário que aplicou golpe contra elas. Celso Eder Gonzaga de Araújo, 25 anos, preso na última semana, dizia que era herdeiro de uma herança no valor de R$ 9 trilhões. O montante seria de uma mina encontrada no interior da Bahia, além de pertencer ao cônsul-honorário de Guiné-Bissau.
Segundo o Bahia Notícias, o golpe aplicado pelo suspeito era pedir que as vítimas investissem na empresa dele, a Company. Ele prometia lucros milionários. Uma das mentiras contadas pelo empresário era contar que repassou todos os direitos da mina para um amigo sem cobrar nada. Na verdade, era o avô dele, Celso Éder, que já faleceu.   O valor trilionário, segundo a versão de Celso para as os investidores, estaria bloqueado em bancos no exterior e o dinheiro só seria liberado quando ele e o avô fizessem uma doação de 40% da fortuna aos brasileiros, ou seja, R$ 3,5 trilhões. Uma das vítimas disse á polícia que o empresário prometeu R$ 55 milhões caso fosse investido R$ 1 mil. Celso Eder foi preso pela Polícia Federal como parte da Operação Ouro de Ofir junto com o tio e um ex-sócio. Na casa dele, foram apreendidas joias, armas e 200kg de pedras preciosas brutas.

No Banner to display

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*